Procura por algo?

Carregando...

O que você gostaria de ver neste blog?

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Salão do Móvel de Milão 2010

Pode não ser nada confortável, mas é uma obra de arte.
Cadeira Arad, de Ron Arad para a italiana Moroso. Feita de fio de aço inoxidável e com forma escultural.

Não gosto de estampas florais, e acho que o encosto tão baixo não deva ser muito confotável.
Sofá Airport, de Paola Navone com colaboração de Ken Scott para Poliform. A designer italiana lançou este modelo de sofá em 2006 e em 2010 vai mostrar um novo revestimento com floral psicodélico.


Hum, até agora não coloquei nada na minha caixa mental de desejos.
Cadeira Peg, de Tom Dixon. A marca do designer inglês vai mostrar sua cadeira Peg, de madeira sólida e com uma boa capacidade de empilhamento.


Os brasileiros também invadem o salão.
Vaso Âmbar, dos Irmãos Campana. Esta peça faz parte da coleção Nativo, criada pelos famosos designers brasileiros. Feito de misturas de resinas, couro e fibra natural.


Finalmente uma peça que me acordou do sofá. E o design não é novo, acho que meu gosto é mesmo velhinho.
Cadeira de balanço, de Franco Albini para Cassina Canapo. Edição inédita de uma peça criada em 1945.


Estas aqui eu também curti, do sempre genial Starck.
Poltrona Magic Hole, de Philipe Starck para a Kartell.

Não gosto de estampas florais, mas esta aplicação em luminárias me balançaram.
Luminária Bloom, de Ferruccio Laviani para a Kartell. Feita de policarbonato com flores bem pequenas deste mesmo material. O resultado é uma luminária feita em escala industrial, mas com as características de uma peça artesanal.


Escultura pra se usar? Curto muito.
Balancing Boxes, da Porro. Várias caixas de metal pintadas e sobrepostas desafiam a gravidade com um balanceamento perfeito.


Desenho simples, como deve ser um sofá pra ser usado por anos.
Sofá da B&B Itália.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você, o que achou?